Chuva mata quatro pessoas em Luanda

Para além das mortes, a chuva que caiu sobre a capital do país provocou ainda a inundação de 320 residências e o desabamento da ponte Cazenga/Cariango, que liga o distrito urbano do Neves Bendinha ao bairro Palanca, no município do Kilamba Kiaxi

Quatro cidadãos nacionais morreram em consequência da chuva que caiu sobre Luanda deste a noite de Quinta-feira até ao final da tarde de ontem, revelou ao OPAIS o porta-voz do Serviço Provincial de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Minguês. Segundo o responsável, as quatro vítimas padeceram em consequência do desabamento de residências nos municípios de Luanda (bairro Boavista, distrito urbano do Sambizanga) e do Kilamba Kiaxi. As vítimas, conforme explicou, não resistiram às lesões e aos ferimentos provocados pelo desabamento e acabaram por sucumbir, enquanto caía a chuva.

“É de lamentar essas vítimas. Infelizmente, é um cenário triste e por isso reiteramos sempre a necessidade de as pessoas se protegerem durante o tempo chuvoso, bem como a evitarem estar em locais que apresentam algum sinal de perigo”, frisou. Para além das mortes, Faustino Minguês fez saber que a chuva que caiu sobre a capital do país provocou ainda a inundação de 320 residências nos municípios de Viana, Cazenga, Kilamba Kiaxi e Luanda. Em consequência, explicou, muitas famílias perderam os seus haveres como documentos, electrodomésticos entre outros artigos que consideram ser de grande importância.

“Algumas destas pessoas que viram as suas casas inundadas tiveram que procurar abrigo em casa de parentes, a fim de se protegerem da chuva que caiu durante muitas horas na província de Luanda”, notou. Segundo Faustino Minguês, a chuva causou igualmente o desabamento da ponte Cazenga/Cariango, que liga o distrito urbano do Neves Bendinha ao bairro Palanca, no município do Kilamba Kiaxi, sem, contudo, causar vítimas mortais. Porém, devido à queda dessa importante infra-estrutura, a circulação de pessoas e bens naquela zona estará interdita até a reconstituição da mesma, aprazada para dentro de um mês, conforme garantias do director de Infra-estruturas do Governo provincial de Luanda, Osvaldo Amaral.

“Já está o empreiteiro a fazer os trabalhos necessários para melhorar a ligação e a circulação entre os dois distritos. As alternativas serão a rua mais abaixo da vala e a ligação entre a FTU e a Rua 0 do Palanca. Portanto, já que estamos em época de chuva, a reabilitação vai durar cerca de um mês”, frisou o responsável, tendo afirmado que a ponte Cazenga/Cariango faz parte de um conjunto de infra-estrutura de marcodrenagem de Luanda que estão paralisadas por razões financeiras.

error: Content is protected !!