Luto: Morreu o pianista e pedagogo Sequeira Costa

O pianista e pedagogo Sequeira Costa, fundador do Concurso internacional de Piano Vianna da Motta, faleceu quinta-feira, aos 89 anos, em Olathe Kansas, EUA, onde residia. O anúncio foi feito na página ofi cial de Facebook do também pianista Artur Pizarro, que foi seu aluno

POR: Jornal de Notícias

‘faleceu calmamente rodeado da família (a mulher, filho mais novo e amigos)”, disse Artur Pizarro ao JN , adiantando que Sequeira Costa “estava, desde há alguns anos, internado numa residência com assistência médica” Discípulo do grande pianista e compositor português José Vianna da Motta (1868-1948), que por sua vez tinha sido o último aluno de Liszt, José Carlos de Sequeira Costa, nascido em Angola, teve a sua formação musical no âmbito das escolas pianísticas alemã e francesa com Mark Hamburg, Edwin Fischer, Marguerite Long e Jacques Fevrier.

Em 1951 venceu o prestigiado Concurso Internacional de Piano Marguerite Long. Em 1956, aos 27 anos, fundou o Concurso Internacional de Piano Vianna da Motta, em Lisboa e, no ano seguinte, foi convidado por Dmitri Chostakovitch para integrar o júri do primeiro Concurso Internacional Tchaikovski, em Moscovo, ao lado de Richter, Kabalevski, Khachaturian e Gilels, onde regressaria seis vezes, nos anos seguintes. Em 1976, assumiu a cátedra “Cordelia Brown Murphy Distinguished Professor of Piano” na Universidade do Kansas (EUA), tendo alunos seus recebido primeiros prémios em concursos internacionais de piano.

Paralelamente foi realizando digressões nos mais importantes palcos internacionais e orientando cursos de aperfeiçoamento. Integrou os júris de prestigiados concursos internacionais tendo, em Junho de 2005, feito parte do júri do 1º Concurso Internacional Sviatoslav Richter, em Moscovo. A sua discografia inclui música para piano solo de Ravel, Chopin, Schumann, Albéniz, Bach/ Busoni, Vianna da Motta e Rachmaninov e um CD dedicado a uma selecção de 23 encores, intitulado A Musical Snuffbox, na editora Camerata. Em 2008, esgotou a Sala Suggia da Casa da Música com dois concertos dedicados a Beethoven e outros tantos a Chopin. Um ano depois, em vésperas de completar 80 anos, voltou à Casa da Músic, aonde protagonizou uma verdadeira maratona ao interpretar, em quatro apresentações, oito concertos para piano com a Orquestra Nacional do Porto.

error: Content is protected !!