Instituto Superior no Bengo encerrado duas semanas após a inauguração

em causa está a ilegalidade dos cursos a serem ministrados na instituição. Entretanto, o responsável pela área de Cooperação e Intercâmbio, Manuel Delgado Gouveia, salientou que a instituição foi criada pelo Decreto Presidencial nº 168/12, de 24 de Julho

O Instituto Superior Politécnico Atlântida (ISPA), localizado em Mazozo, município de Icolo e Bengo, província de Luanda, foi encerrado duas semanas após sua abertura pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, por alegada ilegalidade Segundo uma nota de imprensa a que OPAÍS teve acesso ontem, em Luanda, os cursos de Direito, Pedagogia, Psicologia, Economia, Gestão de Recursos Humanos, e Gestão de empresas,, ministrados pela instituição são ilegais, uma vez que, não foram publicados no Decreto do Diário da República.

Deste modo, está orientado que sejam cessadas todas as actividades do Pólo do Instituto Superior Politécnico Atlântida.De realçar que, a infra-estrutura localizada em Mazozo, a dez quilómetros de Catete e 60 de Luanda, foi inaugurada a 8 de Fevereiro do corrente ano e tem capacidade para 400 estudantes nos oito cursos disponíveis.

Em uma entrevista concedida recentemente à Angop, o responsável pela área de cooperação e intercâmbio, Manuel Delgado Gouveia, salientou que a instituição foi criada pelo Decreto Presidencial nº 168/12,de 24 de Julho, enquanto os seus cursos foram criados por meio dos Decreto Executivo nº433/12,de 24 de Outubro, e Decreto Executivo nº437/17,de 29 de Setembro. De acordo com o responsável do ISPA, a escolha do local e dos cursos dependeu de um estudo preliminar sobre a procura na região, que recebe a sua primeira instituição do ensino superior.

error: Content is protected !!