Petro de Luanda empata em Alexandria com o Zamalek

O emblema angolano empatou a uma bola com os egípcios no fecho da terceira jornada do grupo D da Taça da Confederação, porém o resultado alimenta o sonho da equipa tricolor chegar a outra fase da prova continental

O Petro de Luanda empatou ontem a uma bola com o Zamalek do Egipto, em partida a contar para a terceira jornada do grupo D da Taça da Confederação. Em Alexandria, o representante angolano marcou primeiro por intermédio de Thiago Azulão aos 35 minutos. O avançado Tony desfez-se de dois adversários na linha do fundo e serviu o seu compatriota. Depois do golo, o Petro mostrou-se mais ofensivo do meio campo para frente, sendo que criava dificuldades aos egípcios. Mas, pecava na finalização, porque não conseguia fazer o segundo golo e estar mais tranquilo.

Antes do árbitro mandar todo o mundo para os balneários, os egípcios aumentaram o seu volume de jogos. Criaram dificuldades aos angolanos, uma vez que as linhas de passe estavam fechadas no corredor direito e esquerdo. O médio Job, já recuperado da lesão, não conseguiu dar resposta em campo. Estava muito longe do que tem feito. No reatamento da partida, o representante angolano foi mais ousado, começou a atacar, pois queria marcar. Em resposta, os egípcios defendiam- se, aliás queriam surpreender no contra-ataque, mas o Petro estava atento.

Na ponta final, falta de atenção dos centrais angolanos ditou o golo do empate nos minutos de compensação. Ibrahim devolveu a alegria aos adeptos nas bancadas, um resultado cujos adeptos já não esperavam. Com este resultado, o Petro regressa a Luanda com um ponto na bagagem, mas chega aos quatro pontos na tabela classificativa. Deste modo, ocupa a terceira posição com os mesmos pontos que o Huessein Dey da Argélia, emblema que perdeu ontem por 2-0 frente ao Gor Mahia do Quénia. Os quenianos lideram o grupo com seis pontos, porém na próxima jornada o representante angolano recebe o Hussein Dey. Em Luanda, o Petro tem a obrigação de vencer para sonhar com uma vaga na outra fase da prova africana. O Zamalek é o último do grupo com dois pontos. Teoricamente tem poucas hipóteses de passar, uma vez que não tem dado cartas no certame.

error: Content is protected !!