Donald Trump e Kim Jong-un já estão reunidos. “Fizemos muitos progressos e acho que o maior progresso foi a nossa relação”

Com o oficial aperto de mão, os dois líderes começaram a cimeira. Nas horas anteriores, circularam por Hanói, com a limusine de Kim rodeada pelos incansáveis 12 seguranças que o protegem.Com um aparato evidente no exterior do Hotel Metropole, em Hanói, no Vietname, Donald Trump foi o primeiro a chegar ao jantar privado agendado para as 18h30 locais desta quarta-feira (11h30 em Portugal) com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que chegou alguns minutos depois. Os dois líderes já deram um aperto de mão, falaram aos jornalistas e seguiram para o jantar, onde vão discutir temas como as sanções económicas e o programa de desmantelamento do programa nuclear da Coreia do Norte.“Ao longo destes últimos tempos, desde que nos encontramos pela última vez, têm existido alguns mal-entendidos”, começou por referir Kim Jong-un aos jornalistas. Mas garantiu de seguida: “Temos conseguido superar os obstáculos e cá estamos hoje”.