Presidente do Senegal declarado oficialmente vencedor da eleição

O Presidente senegalês Macky Sall foi oficialmente declarado vencedor da votação de 24 de Fevereiro na Terça-feira, depois de o Conselho Constitucional ter confirmado a sua reeleição com 58% dos votos.

Os resultados provisórios anunciados pelo órgão oficial do Senegal, na semana passada, mostravam Sall confortavelmente assegurando um segundo mandato sem necessidade de uma segunda volta. Sall tinha era favorito a para ganhar depois de um primeiro mandato que impulsionou o crescimento económico do país da África Ocidental para mais de 6% – um dos mais altos do continente. Grupos de direitos humanos criticaram- no por extorquir rivais e a Oposição rejeitou os resultados, mas decidiu não apelar. “Essa confiança renovada motiva- me a trabalhar duas vezes mais, para fazer mais e melhor”, disse Sall a uma multidão de repórteres reunidos no palácio presidencial na Terça- feira.

Comentando os resultados das eleições pela primeira vez, Sall agradeceu aos eleitores por escolherem a continuidade e apoiarem os seus planos de modernização. Ele também se dirigiu aos candidatos da Oposição, pedindo diálogo e união. O conselho confirmou que o segundo classificado, Idrissa Seck, obteve 21 por cento dos votos, enquanto Ousmane Sonko ficou em terceiro com 16 por cento. Mais de 66% dos 6,7 milhões de eleitores registados participaram nas eleições. O Senegal é visto há muito tempo como a democracia mais estável da região, com transições pacíficas de poder desde que se tornou Independente da França em 1960. A cerimónia de posse acontece no dia 2 de Abril.

error: Content is protected !!