Serviços do ‘Hospital dos queimados’ passam para o Zango em Junho

A transferência dos serviços para o Zango-ii deve-se a obras que serão feitas, nos próximos tempos, no Hospital especializado neves Bendinha, vulgo ‘dos queimados’ que actualmente se encontra em estado avançado de degradação

Os serviços de assistência de saúde do Hospital Neves Bendinha, conhecidos como hospital dos queimados, passarão provisoriamente para o hospital municipal do Zango, em Junho, deste ano, segundo garantias do director clínico da referida unidade, Álvaro Pedro. De acordo com o responsável, a transferência dos serviços para o hospital do Zango, no município de Viana, deve-se às obras que decorrem nos próximos tempos no hospital dos Queimados, que se encontra actualmente em estado avançado de degradação.

Assim, de forma a continuar a servir os seus utentes, Álvaro Pedro disse que, enquanto decorrem as obras, optou-se por transferir para o hospital do Zango os serviços de assistência clínica ligados a queimaduras. O também médico fez saber que, neste momento, decorrerem os trabalhos de acabamento e apetrechamento da ala que está a ser criada dentro do hospital do Zango para, de forma condigna, receber os pacientes provenientes do Neves Bendinha. A nova unidade, explicou, terá capacidade para receber até 60 pacientes nos serviços de internamentos tanto para adultos quanto para crianças. A unidade terá ainda Banco de Urgência, Bloco Operatório, sala de esterilização, Raio X, laboratório e salas de apoio ao trabalho administrativo Álvaro Pedro sublinhou que, do conjunto de serviços prestados no Neves Bendinha, apenas a assistência a queimaduras é que será transferida para o Zango.

Já os outros serviços como clínica geral, consultas externas, programa de vacinação, assistência materno-infantil e outros, terão mesmo de ser cancelados, pelo que os utentes serão transferidos para as outras unidades. “Não se trata de um novo hospital que está a ser construído. Trata-se de uma ala que está a ser construída dentro do hospital do Zango para receber um tipo de paciente muito específico, que são os queimados. Logo, não podemos levar para lá outros serviços. Temos de nos focar apenas na nossa especialização”, frisou o responsável, que não precisou o valor da transferência dos serviços clínicos do Neves Bendinha para o Zango.

Servir a todos

Segundo ainda Álvaro Pedro, apesar de estar a ser preparado para receber os serviços do hospital dos Queimados, a nova unidade no Zango vai atender pacientes vindo de toda a parte de Luanda, prestando uma cobertura sanitária completa. “Vamos ter a mesma equipa clínica. Vamos, pois, dentro da unidade que estamos a preparar, procurar manter os mesmos serviços”, frisou. De referir que o actual hospital dos queimados, localizado na comuna dos Neves Bendinha, bairro Popular, foi construído nos anos de 1970 e recebe, diariamente, entre 15 a 25 pacientes.