Poesia de Ana Paula Tavares é revisitada pelo Núcleo de Leitura do “Camões”

Em dois dias de cada mês, a obra e a biografi a do autor escolhido são revisitadas e analisadas, no quadro do projecto mensal “Escritor do Mês”, sob a égide do Núcleo de Leitura da Biblioteca

As obras poéticas da escritora angolana Ana Paula Tavares são revisitadas hoje, às 10 horas, no Camões/ Centro Cultural Português (CCCP), no âmbito do projecto denominado “Escritor do mês na biblioteca Camões”. Os trabalhos da poetisa de 66 anos de idade, natural do Lubango, serão revisitados e analisados através da leitura colectiva de extractos das respectivas obras e biografias. O acto vai propiciar ainda momentos interactivos, com a participação activa de jovens, sobretudo, estudantes e utentes da Biblioteca. São as obras “Ritos de passagem”, “Ritos de Bilheteira”, “Sangue da buganvília”, “O Lago da Lua”, “dizes-me coisas amargas como os frutos”, “Ex-votos”, “A Ca

Cabeça de Salomé”, “Os olhos do homem que chorava no rio” e “Manual Para Amantes desesperados”, lançadas entre 1983 e 2007 ,em Lisboa e no país. Consta que a obra poética “Ritos de Passagem”, lançada em 1985, espelha o universo feminino, algumas particularidades sócio-históricas e culturais de Angola, especialmente de algumas regiões do Sul do país. Factos esses que tornam a obra interessante na modernidade, principalmente para a camada de jovens estudantes, tendo-se em fi o de conta o advento, a escala mundial, dos grandes eixos de actividades humanas; a perda de valores histórico- culturais do país.

Outrossim, Ritos de Passagem possui um valor testemunhal por a autora nascer, crescer e conhecer a realidade expressa pelos diferentes sujeitos poéticos que dão sentido corpóreo à obra. O projecto Os trabalhos da autora serão ainda analisados no dia 25 do mês corrente, no âmbito do projecto desenvolvido pelo CCCP, que criou na sua biblioteca um Núcleo de Leitura. O mesmo, tem como objectivo revisitar os trabalhos dos autores consagrados de língua portuguesa no quadro do seu desígnio de promoção da leitura e de divulgação de autores de língua portuguesa.

 

A poetisa

Em dois dias de cada mês, a obra e a biografi a do autor escolhido são revisitadas e analisadas, no quadro do projecto mensal “Escritor do Mês”, sob a égide do Núcleo de Leitura da Biblioteca Angolanos, da Associação Angolana do Ambiente e da Comissão Angolana da UNESCO.

Actualmente, é docente na Universidade Católica de Lisboa e integra o grupo de investigadores que fazem o levantamento, nos arquivos portugueses, da documentação com importância para a História de Angola. Integra ainda o projecto “A Apropriação da Escrita pelos Africanos”.

Colabora com a RdP África, com uma crónica semanal sobre assuntos nas áreas de História, Literatura e Cultura. A sua obra integra Antologias publicadas em Angola, Portugal, Espanha, França, Itália, Brasil e Alemanha. Como poeta e escritora, tem dedicado uma particular atenção à condição da mulher em Angola. Ela escreve sobre tradições e línguas angolanas, amor e na guerra, tristeza e Mulheres.