Fãs questionam sobre a personagem feminina do Capitão Marvel

Ao fim de 20 filmes do universo Marvel, surge o primeiro com uma protagonista feminina e uma mulher realizadora

Depois de a rival DC Entertainment ter tido um êxito global em 2017 com Super Mulher, a Marvel decidiu finalmente arriscar numa super heroína. E está a ser acusada de “politicamente correcto”. A co-argumentista e co-realizadora do novo lançamento do Universo Cinemático Marvel, Anna Boden, tem motivos para estar entusiasmada: em 11 anos e 21 filmes do departamento Marvel da Disney, o que estreia na próxima semana é o primeiro a ter como protagonista uma personagem feminina e uma mulher como realizadora e, apenas o segundo a ter mulheres no team de argumentistas.

Uma novidade que surge após a companhia ter, com Black Panther, posto a diversidade a liderar as bilheteiras nos EUA e está a deixar muitos fãs do Universo Marvel agastados. “Por que é o Capitão Marvel uma rapariga?”, perguntava um deles na página Marvel Fans Only (Só para fãs da Marvel) do Facebook. Por que é o Capitão Marvel mulher? Costumava ser um homem. Politicamente Correcto”; “Então o grosso da audiência dos filmes de super-heróis é masculina e estão a tentar enfiar-nos actrizes pela goela abaixo? (…) Boa sorte com a bilheteira”; “Recuso-me a ver isto porque ela está a tentar ser a protagonista e a mais poderosa heroína.

error: Content is protected !!