Selda regressa ao palco do “Show do Mês” no arranque da VI temporada

Cinco anos depois de ter feito a estreia do projecto musical “Show do Mês”, a “Morena de Cá”, como é tratada a cantora Selda, regressa ao mesmo palco e local, onde teve a honra de dar o ‘tiro de largada’ desta iniciativa cultural, sob a chancela da produtora Nova Energia

Em 2014 iniciava-se a “aventura” de mais um projecto musical, cujas incertezas quanto à sua continuidade pairavam no seio da organização, mas a entrega, o dinamismo e perseverança não os inibiu de embarcar para uma iniciativa que é deveras, hoje, uma agenda quase que obrigatória no menú cultural da cidade de Luanda. Este preâmbulo é do membro da organização Nelson Cantos, quando questionado sobre o arranque da VI temporada do “Show do Mês”, que regressa tal como começou com a cantora angolana Selda, que estará no palco do Royal Plaza, em Talatona, nos dias 29 e 30 de Março, no rescaldo do mês e homenagem à mulher, que está a decorrer.

Por esse motivo, o responsável assegura que tal como têm vindo a habituar os apreciadores do Show do Mês, este concerto está a ser preparado com toda a responsabilidade e dedicação para um ambiente musical agradável e memorável, com uma das melhores vozes da música jovem feminina angolana. Para este concerto, a cantora apresentará músicas do seu reportório que incidem sobre os temas do seu primeiro álbum com o qual é hoje conhecida “Morena de Cá”, bem como interpretará outros clássicos do music hall nacional, nos estilos Soul Music e Zouk Love, acompanhada da banda do Show do Mês.

Expectativas

Para a VI temporada Nelson Cantos garantiu que estão preparadas todas as condições para um ano exitoso, porquanto reservam-se muitas surpresas para esta edição. Questionado sobre os prováveis artistas que preencherão os cartazes para temporada, limitou-se apenas em dizer que reservam-se agradáveis surpresas.

Quanto ao balanço do ano transato apesar do diferendo com a produtora Arca Velha do músico Matias Damásio (artista não compareceu no segundo concerto dos três agendados, por divergências com o apresentador, Salu Gonçalves), a Nova Energia considera positiva a prestação passada. “Foi positivo.

Continuaremos a trabalhar na mesma senda de divulgação e promoção dos artistas nacionais. Trouxemos para o palco grandes nomes da nossa música, sem desprimor aos demais, é sempre bom referir, que monstros como Elias Dyá Kimuezu e Waldemar Bastos, estiveram a abrilhantar os admiradores do projecyto”, referenciou. Quanto à resolução do diferendo entre as produtoras Nova Energia e Arca Velha, o responsável preferiu não adiantar pormenores, apenas reservou-se em dizer que prosseguem as negociações e em breve a opinião pública saberá do desfecho da mesma.

A cantora

Selda, de nome próprio, Guiselda Tainara Salgueira Portelinha, nasceu na cidade do Lubango, Huíla. Aos 9 anos de idade começou a dar os primeiros passos musicais, na sua terra natal, tendo a posteriori participado em vários festivais e concursos musicais. Em companhia do músico Toty Samed à época integrante da banda “The Kings”, Selda fez várias apresentações com o grupo, no espaço Kings Club, situado no bairro Vila Alice, em Luanda. Participou no Festival da Canção da LAC, com temas de autoria de Jomo Fortunato. De lá para cá foi tendo outras apresentações, assinalando no seu percurso uma terceira posição no concurso Ensa/Arte em 2011. Cantou em bares fazendo couvers de clássicos nacionais e estrangeiros, notabilizando-se pelo encanto da sua interpretação e voz.

error: Content is protected !!