Impeachment de Trump traria muita divisão aos EUA, diz Pelosi

Nenhum esforço deve ser feito para abrir um processo de impeachment contra o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a não ser que os motivos sejam irrefutáveis e bipartidários, considerando o quão divisivo seria para o país, disse a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, em entrevista ao jornal Washington Post

‘Eu não sou a favor de um impeachment”, disse Pelosi, a “principal” democrata dos EUA, na entrevista que foi realizada na semana passada”. O impeachment é tão divisivo para o país que, a não ser que haja algo tão convincente e irrefutável e bipartidário, eu não acho que nós deveríamos seguir esse caminho, porque ele divide o país”, disse. “Simplesmente porque não vale a pena”.

O procurador especial Robert Mueller está a investigar a interferência russa na campanha da eleição presidencial norte-americana de 2016 e se houve alguma conspiração entre a equipa de Trump e o Governo russo. Também está a investigar se Trump tentou obstruir a investigação. Trump tem negado qualquer irregularidade e dado ao inquérito o epíteto de caça às bruxas. Mueller deve entregar em breve ao procurador-geral William Barr um relatório resumindo as suas descobertas.

Se houver evidências de irregularidade, isso pode fazer com que o Congresso tome medidas contra o Presidente. Diversos comités da Câmara dos Deputados, controlada pelos democratas, também estão a controlar actos do Presidente republicano. Embora Pelosi tenha dito que acredita que seria muito divisivo abrir um processo de impeachment contra Trump, ela descreveu o Presidente como inapto para o cargo.

error: Content is protected !!