Edifício que abrigava uma escola colapsa na Nigéria

Cerca de 100 crianças e muitas outras encontram-se certamente soterradas desde ontem Quarta-feira, depois de um prédio de uma escola primária ter desabado na capital comercial da Nigéria, Lagos.

Um repórter da Reuters no local viu um menino de dez anos a ser retirado dos escombros coberto de poeira, mas sem ferimentos visíveis. Uma multidão explodiu em aplausos quando outra criança foi puxada dos destroços. Os dois estavam entre as oito crianças que os moradores disseram ter sido resgatadas até meio da tarde de ontem. Trabalhadores em cima dos escombros retiravam detritos, enquanto milhares de pessoas se aglomeravam ao redor do local de resgate – dezenas de pessoas observavam dos telhados e centenas de outras enchiam as ruas ao redor.

Acredita-se que muitas pessoas, incluindo crianças, estão actualmente presas no prédio”, disse Ibrahmi Farinloye, porta-voz da região Sudoeste da Agência Nacional de Gestão de Emergências, acrescentando que os números de vítimas ainda não estavam disponíveis. Moradores da área disseram que cerca de 100 crianças frequentavam a escola, que ficava no terceiro andar do prédio. No local, muitas pessoas gritavam. Uma briga quase eclodiu quando a raiva pelo colapso transbordou. No meio da multidão estavam ambulâncias, camiões de bombeiros e uma empilhadora. Trabalhadores da Cruz Vermelha e da Polícia estavam por perto.

O edifício ficava na área de Itafaji, na ilha de Lagos, o coração original da cidade da lagoa antes de se expandir para o continente. A Nigéria é frequentemente atingida pelo colapso de edifícios devido à fraca aplicação de regulamentações e com os materiais de construção pobres usados com frequência. Em 2016, mais de 100 pessoas morreram quando uma igreja ruiu no Sudeste da Nigéria. Em Lagos, no mesmo ano, um prédio de cinco andares ainda em construção entrou em colapso, matando pelo menos 30 pessoas. Uma escola flutuante construída para resistir a tempestades e inundações também foi derrubada em Lagos em 2016, embora ninguém tenha sido ferido.

error: Content is protected !!