Editorial: Hora desresponsabilizar

Por: Redacção OPaís

Uma mulher, mãe de três crianças, foi morta por um agente da Polícia Nacional na Terça-feira. Como sempre (é provável), a polícia responsabilizará o agente, que poderá ser condenado e expulso da corporação.

Acontece que ele não estava em causa própria, estava em serviço. Que responsabilidades assumem a Polícia e o Estado em termos civis? É hora de as responsabilidades serem assacadas mais acima, por quem deveria treinar e preparar o agente da Polícia para missões tão simples como lidar com vendedores de mercado.

A vida de cada angolano deve ser a prioridade absoluta do Estado, é inadmissível que o próprio Estado a desrespeite, tal como é deplorável o silêncio do Governo sobre mais esta morte, a não ser que para o Governo a vida dos angolanos não mereça qualquer consideração.