Futuro mercado do Luvu vai custar mais de Kz 16 mil milhões

Dezasseis biliões, 666 milhões e 66 mil Kwanzas é o valor global estimado das obras de construção do novo mercado transfronteiriço do Luvo, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, que vai ocupar uma área de 14 hectares. O montante foi avançado pelo projectista desta infra-estrutura, Ntangu Nsakala, tendo previsto para este ano o início dos trabalhos de construção deste espaço comercial por uma empresa chinesa.

Em declarações à Angop, o arquitecto explicou que está prevista uma implementação faseada deste projecto da responsabilidade da Administração Municipal de Mbanza Kongo em função das disponibilidades financeiras. Entre outras componentes, o projecto prevê mil e 486 bancadas distribuídas em diversas naves, oito armazéns, seis câmaras frigoríficas, quatro restaurantes, três agências bancárias, área destinada aos serviços administrativos, assim como um posto policial. Farmácia, matadouro, balneários, sistemas de abastecimento de água e fornecimento de energia eléctrica, planta para a gestão de resíduos sólidos, área de parqueamento de viaturas figuram ainda no projecto que reserva também a construção de vias de acesso, entre outras componentes.

Revelou que, uma verba de 22 milhões de Kwanzas está já disponível a nível da Administração Municipal de Mbanza Kongo para o início das obras, cujo valor servirá, nesta fase, para a limpeza da área total onde será implantado o projecto, incluindo a construção das primeiras duas naves de bancadas, vias de acesso e balneários para possibilitar o acolhimento dos primeiros utentes. O projectista assegurou que o novo mercado transfronteiriço do Luvo situar-se-á distante da linha limítrofe com a República Democrática do Congo (RDC), ao contrário do actual espaço onde há décadas decorrem as trocas comerciais entre angolanos e cidadãos do país vizinho.

error: Content is protected !!