Total e&P e Sonangol celebram contrato para bloco petrolífero em São Tomé e Príncipe

A Agência Nacional do Petróleo de São Tomé e Príncipe celebrou recentemente um contrato de partilha de produção com o consórcio formado entre a francesa Total E&P e a angolana Sonangol

O contrato de partilha de produção, cuja assinatura do facto de terem sido concluídas as negociações com o consórcio, visa a prospecção petrolífera no Bloco 1 da Zona Económica Exclusiva de São Tomé e Príncipe, informou ainda a agência.

As negociações, iniciadas a 9 de Novembro de 2018, surgiram após a Agência Nacional do Petróleo ter endereçado um convite ao consórcio na sequência da apresentação de uma manifestação de interesse.

O Bloco 1 é um dos 19 localizados na Zona Económica Exclusiva são-tomense, abrangendo uma área de cerca de 129 mil quilómetros quadrados.

São Tomé e Príncipe dispõe, além da Zona Económica Exclusiva, uma outra de exploração conjunta com a Nigéria, na base de um tratado que divide as receitas em 60% para o Estado nigeriano e 40% para o ar