Aviões com ajuda portuguesa seguem para Moçambique

Portugal accionou uma força de reação rápida para apoiar as operações em Moçambique.
Um avião C-130 com 35 militares, uma equipa cinotécnica e um grupo de médicos já partiu de Lisboa.

Um segundo avião português está em condições de voar para Moçambique, esta quinta-feira, com mais equipas de apoio.
O ciclone Idai devastou a região centro de Moçambique. A cidade da Beira foi uma das zonas mais afetadas e há milhares de residentes sem energia e linhas de comunicação. Uma situação que está a dificultar o contacto com os cerca de 30 portugueses que continuam desaparecidos.
O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas revelou esta quarta-feira que existem na embaixada 30 pedidos de localização. Depois de um encontro com a embaixadora de Portugal em Maputo, José Luís Carneiro revelou ainda que há 100 contactos (portugueses e não só) feitos pela comunidade portuguesa da cidade da Beira, junto dos quais vai tentar descobrir quem está desaparecido. Estão confirmados 380 mortos, vitimas da tragédia.

error: Content is protected !!