Editorial: Hospital, aqui, rima com problema

O Centro de Apoio ao Doente da Anemia Falciforme do Hospital Geral dos Cajueiros no município do Cazenga, em Luanda, deixou de efectuar exames de electroforese de hemoglobina há quatro meses, por falta de material gastável.

Em 2018, a unidade hospitalar foi agraciada pela empresa petrolífera Chevron com um aparelho de electroforese para o acompanhamento de crianças portadoras de anemia Falciforme, mas neste momento, o centro não possui recursos para obter os reagentes. Tudo o que foi dito até agora veio da ANGOP e diz quase tudo sobre as difi culdades por que o país passa.

Obviamente, não se pode crer que se trate apenas de uma questão de gestão e de prioridades, há limitações extremas, mas ainda assim é preciso anunciar as alternativas e a urgência na resolução do assunto, se pensarmos no universo de população que este hospital atende.