Capital da Somália atingida por vários ataques extremistas; há mortos e feridos

“Hoje (23), no centro de Mogadíscio, capital da Somália, ocorreram uma série de ataques terroristas.

O grupo jihadista Al-Shabaab já reivindicou a responsabilidade pela explosão de dois carros e ataque ao Ministério do Trabalho da Somália”, comunicou, ontem, a edição Garowe Online. A estação de rádio Dalsan informou que em Mogadíscio militantes não identificados fizeram explodir dois automóveis perto da Agência Nacional de Inteligência e Segurança, desencadeando um tiroteio, e atacaram o prédio do Ministério do Trabalho da Somália. O tiroteio ainda continuou, tendo deixado pelo menos cinco mortos e 15 feridos.

Segundo a edição local Garowe Online, além do Ministério do Trabalho foram atacados o Ministério das Obras Públicas, Reconstrução e Construção Residencial e o centro de comando da Polícia da região. Os funcionários do Ministério fugiram do prédio através das janelas, enquanto a Polícia rechaçava o ataque. O grupo jihadista Al-Shabaab, considerado o mais feroz de África, já reivindicou a responsabilidade pelo ataque. A Somália vive uma guerra civil desde o início da década de 1990. O Al-Shabaab, que jurou lealdade ao grupo terrorista Al- Qaeda, tem organizado numerosos ataques em todo o país na tentativa de impôr a lei da xaria.