Palanquinhas tentam remontada histórica

Apesar da derrota, por 3-1, em Luanda, a Selecção Nacional de futebol em sub-23 tenta hoje, às 18:00, vencer a sua similar da África do Sul, no Estádio Milpark, em jogo referente à segunda mão da penúltima eliminatória de acesso aos Jogos Olímpicos de Tóquio. Para conseguir a remontada histórica, os comandados de Pedro Gonçalves são obrigados a vencer por três bolas sem resposta, porque o contrário será inútil.

Deste modo, os jogadores do combinado angolano estão proibidos de cometer erros, porque na alta competição não se pode falhar. Na antevisão deste desafio, o treinador da Selecção Nacional, Pedro Gonçalves, disse que o seu grupo tem capacidade para dar a reviravolta no marcador. “Sabemos que vamos defrontar uma equipa dotada de atletas com qualidade táctica e técnica acima média”, reconheceu.

A jogar no seu reduto, os sul-africanos vão procurar gerir a vantagem trazida da primeira mão, porém sabem que não podem dormir na “sombra da bananeira”. Aliás, a equipa das terras de Nelson Mandela vão tentar marcar um golo no primeiro quarto de hora, de modo a obrigarem os angolanos a abrirem as linhas.