Carta do leitor: Viva Angola, viva Moçambique!

POR:Rui Salvador
Benguela

Nos últimos dias, o apoio prestado pelo Governo angolano aos nossos irmãos em Moçambique tem originado debate, como se nos tivéssemos esquecido que durante muitos anos os moçambicanos, zimbabweanos, namibianos e sul-africanos estiveram do nosso lado quando mais precisamos. Apesar de alguns deles terem alcançado a independência depois de Angola – e no caso da África do Sul, do apartheid mais tarde ainda- nos períodos mais negros da nossa história tiveram de acolher os angolanos e disponibilizados uma série de apoio antes do calar das armas. o que ocorreu em Moçambique, nos últimos dias, com quase 500 mortos já confirmados, é uma tragédia que deve merecer a mobilização de todos. Felizmente, até mesmo a sociedade civil angolana se mobilizou em torno desta causa, como se vê nas dezenas de campanhas de solidariedade desencadeada em Luanda e noutros pontos do país. Penso que as feridas em Benguela ainda estão frescas, havendo quem julgue que o Executivo não esteja a prestar a devida atenção. Penso que é uma ideia falsa, embora os apoios prestados não sejam na mesma dimensão, o que desde já é fácil de perceber tendo em conta os estragos que os nossos irmãos moçambicanos vivem. Louvamos o gesto do Executivo angolano pelo que está a fazer aos milhares de moçambicanos, como confirmou e agradeceu ontem o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi. Mas é verdade também que não se esqueçam daqueles que estão a padecer entre nós, incluindo nos principais centros urbanos. Não se esqueçam que temos pequenos moçambiques aqui dentro, alguns até sem água, como é o caso do Cunene. Não seria nada mal se os militares e outras instituições se mobilizassem no sentido de ajudar as populações do Cunene e outras em Benguela, que ainda vivem o drama das chuvas e a necessitar de realojamento. Viva Angola, viva Moçambique. irmãos sempre!

error: Content is protected !!