Carta do leitor: Estrada do Calemba 2 é um quebra-carros

POR: Raimundo António
Viana/Luanda

Caro director do jornal O PAÍS, é com enorme satisfação que lhe escrevo. Vivo no município “satélite” de Viana, na província de Luanda. Chegar a casa nestes dias em que “São Pedro” decidiu abrir as torneiras está bastante complicado para quem utiliza a estrada do Camama- Calemba 2 (vice-versa). Naquela estrada, os carros andam aos “pulos”. Só as viaturas com tracção circulam sem grandes riscos de danificar. Aliás, com este cenário o taxi fica caótico e os poucos que circulam por aí cobram aos passageiros 200 a 250 Kwanzas, os que não têm o valor supracitado são obrigados a caminhar a pé. É pá! Não podemos continuar com este sofrimento… Por isso, para não citar nomes, aconselho o administrador do distrito, do município e do governador de Luanda a visitar a estrada, de modo a encontrar uma solução urgente para os utentes que lá circulam. Portanto, os automobilistas pagam a Taxa de Circulação com o objectivo de verem as vias melhoradas e não para danificar as viaturas. Meus senhores, resolvam o problema do povo. Queremos solução imediata.

error: Content is protected !!