Tunísia acolhe Fórum sobre Economia Azul em África

O segundo Fórum sobre a Economia Azul em África (FEBA) realizar-se-á de 25 a 26 de Junho próximo em Túnis, na Tunísia, anuncia um comunicado transmitido à PANA em Abidjan

O encontro versará sobre oportunidades oferecidas neste sector de actividade, segundo a fundadora e presidente do Conselho de Administração de “Blue Jay Communication”, organizadora do FEBA, Leila Ben Hassen. Esta edição do fórum está mais do que nunca virada para a acção a fim de criar parcerias, facilitar investimentos e criar empregos para a juventude africana, envolvendo cada vez mais mulheres na cadeia de valores da economia azul. “Eu penso que é impossível hoje falar do crescimento, se ele não for sustentável e se não tivermos em conta o seu impacto social e ambiental”, acrescentou Ben Hassen.

Discussões durante do FEBA 2019 permitirão analisar nomeadamente temáticas ligadas às parcerias entre o público e o privado, à pesca e à aquacultura, aos portos e ao comércio, à energia dos oceanos e à governação e à segurança. Também dirão respeito à poluição e à gestão de resíduos, à autonomização das mulheres no sector marítimo, à educação dos jovens e à tecnologia e aos financiamentos dos oceanos. O FEBA de 2019 reunirá mais de 150 delegados internacionais, nomeadamente peritos dos oceanos, decisores públicos, empresários e investidores, bem como representantes da sociedade civil e das organizações multilaterais.

Durante a sua primeira edição, os intervenientes e delegados sublinharam a importância da cooperação internacional, da educação e de financiamentos inovadores para desenvolver a economia azul em África em grande escala. Lembraram nomeadamente que, para chegarem a isso, os Governos e o sector privado deverão imperiosamente adoptar uma abordagem concertada e coordenada. Com base nestas recomendações, o FEBA de 2019 dará ênfase às oportunidades de investimento nos sectores tradicionais e emergentes para um desenvolvimento sustentável em África.

A indústria marítima africana é estimada em cerca de mil biliões de dólares americanos por ano, ao passo que o valor dos activos dos diferentes eco-sistemas da economia azul seria de 24 mil biliões de dólares americanos. A economia dos oceanos representa um enorme potencial em matéria de criação de empregos e de fontes de receitas para as comunidades locais, Também dá uma resposta às problemáticas da mudança climática e da durabilidade dos recursos naturais.

error: Content is protected !!