cASA-ce pode levar a tribunal ex-secretários por retenção de viaturas

São dezoito ex-secretários provinciais do grupo dos “independentes”, mas estes condicionam a devolução das mesmas à honra de compromissos pela nova direcção

O novo presidente da CASA-CE, André Mendes de Carvalho(Miau), alertou, Quinta-feira, 4, em Luanda, a todos os ex-secretários provinciais executivos da coligação, a devolverem as viaturas em sua posse, sob pena de serem responsabilizados criminalmente.

O alerta foi lançado à margem da comemoração do 7º aniversário desta que é a terceira força política do país, ressaltando haver resistência de ex-dirigentes em devolver as viaturas que lhes foram atribuídas por inerência de funções.

Disse não haver intenção da coligação que a recuperação das mesmas gere um conflito, mas se não houver colaboração nesse sentido, o assunto será entregue à Polícia Nacional (PN) e à Procuradoria Geral da República (PGR) para provarem a titularidade dos meios.

André Mendes de Carvalho informou que este processo está a ser conduzido com muita ponderação para se evitar dissabores, e recentemente foram enviados emissários às províncias para dialogarem com os ex-secretários.

Sustentou que as viaturas, num total de 18, foram compradas pela CASA-CE com o dinheiro público, e não devem estar reféns de quem as recebeu, depois de cessar a sua função.

As viaturas, maioritariamente de marca Mitsubishi, foram atribuídas aos antigos secretários provinciais, mas que eram independentes na CASA-CE e fiéis ao antigo líder Abel Chivukuvuku. Com o afastamento de Chivukuvuku, estes foram exonerados das suas funções, por não aderirem à nova direcção de Miau.

Resistência

O primeiro sinal de resistência em devolver as viaturas em sua posse foi do ex-secretário provincial de Benguela, Francisco Viena, que alegou que as mesmas foram oferecidas ao Secretariado da CASA-CE em Benguela por um ex-vice-presidente da coligação.

“É tudo oferta de um grande amigo, William Tonet”, disse Viena, em entrevista recente a OPAÍS em Benguela. Entretanto, a situação adensouse com a entrada em funções do seu sucessor, ou seja, do novo secretário, Zeferino Cuvíngua, que exige a entrega imediata e incondicional dos meios. Cuvíngua ameaçou avançar com um processo judicial junto da PGR, mas o seu antecessor desafiou-o a fazê-lo.

“Se ele tiver coragem, que intente uma acção judicial, para ver o que vai acontecer”, diz. Confirmou ter em sua posse uma carrinha, ao passo que uma outra se encontra com o seu colega e antigo secretário para a mobilização.

Em declarações a este jornal, Francisco Viena justificou que não procedeu até aqui à devolução das viaturas devido a um processo que corre no Tribunal Provincial de Luanda, movido pelos “independentes” da CASA-CE. “Os 18 secretários mantêm as viaturas em sua posse, não porque querem apropriar-se ilicitamente delas”, sustentou, realçando que a coligação não terá honrado compromissos e a retenção das viaturas é justificada por força desta situação. “Nós ficamos 6 a 7 anos a dar o nosso cabedal para tornar a CASA na força política que era até nós sairmos”, desabafou.

Saída de Abel não atrapalha o projecto, diz miau Questionado sobre a saída de Abel Chivukuvuku, Miau respondeu que com, ou sem o seu antecessor, a CASA-CE vai continuar a caminhar e realizar os propósitos pelos quais foi criada, que é de trabalhar, ganhar eleições, formar Governo e dar uma vida melhor aos angolanos.

Segundo o novo líder desta força política, a CASA-CE não depende de uma única pessoa, reforçando que é um projecto com uma aliança forte. “A Primavera não acaba com a morte de uma andorinha”, afirmou, numa clara alusão à saída de Abel Chivukuvuku, afastado em Fevereiro deste ano por decisão de cinco dos seis partidos que compõem a CASA-CE, à excepção do Bloco Democrático.

Novos desafios

É nesta senda que se está a preparar a coligação para os novos desafios que se avizinham (eleições autárquicas em 2020 e as gerais em 2022), que servirão testes de “fogo” à frente da CASA-CE. Miau garantiu à imprensa que a sua “CASA” está a trabalhar e poderá surpreender pela positiva nas duas grandes batalhas eleitorais que tem pela frente.

error: Content is protected !!