Alunos da “Kamadeira” desafiados a participar com projectos inovadores no Angotic 2019

O desafio foi lançado pelo secretário de estado para as Telecomunicações, Mário oliveira, quando falava à margem da inauguração da sala de informática no instituto Médio Politécnico de viana “Kamadeira”, numa iniciativa da iTA (internet Technologies Angola), ocorrida ontem, no distrito urbano da estalagem, em viana

O responsável fez saber que a Angotic, que deverá ocorrer entre os dias 18 e 20 de Junho, é uma oportunidade soberana para que os alunos afectos àquela instituição de ensino possam mostrar, naquela plataforma, projectos inovadores e exequíveis, uma vez que passam a dispor de ferramentas informáticas com acesso à Internet. Daí que, por tratar-se de um evento de tecnologia de informação e de comunicação, para partilha de conhecimentos e um centro de networking para diversas entidades, é também um espaço onde os estudantes podem mostrar toda a sua criatividade, por via de projectos inovadores e sustentáveis.

Por outro lado, Mário Oliveira louvou a iniciativa da ITA, que beneficia o ministério da Educação no âmbito da conjugação de esforços para melhoria da qualidade do ensino em Angola através da inclusão digital, tirando o melhor proveito dos equipamentos. Os alunos da escola da “Kamadeira” são os primeiros a beneficiar do projecto, que faz parte do programa de responsabilidade social da ITA, que envolveu mais de 30 profissionais de diferentes especialidades, para que fosse possível a aquisição e instalação de 19 estações completas de computação – ecrã, CPU e mouse, sendo 18 para alunos e um computador de maior potência, com a função de servidor, a ser utilizado pelo professor e instalado um link de Internet.

Para o director-geral da ITA, Francisco Pinto Leite, esta acção de tecnologia expande o acesso à informação, coloca os estudantes mais próximos daquilo que melhor se produz no mundo em termos de conhecimento e de ferramentas, e contribui para a formação de profissionais qualificados, favorecendo o desenvolvimento sócio-económico do país. “É igualmente importante sublinhar que este empreendimento foi possível graças ao apoio dos mais de 200 participantes e parceiros da ITA, que na 7ª edição do Torneio de Golfe Solidário, ocorrida em 2018, contribuíram para que estivéssemos hoje a oferecer estas condições aos estudantes”, referiu o gestor.

O projecto, que se vai estender a Benguela, traduz a aposta da ITA na educação através do ensino informático como factor chave para o desenvolvimento social, ganhando ainda mais relevância, pois também está alinhado à estratégia de inclusão digital por parte do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação. Saliente-se que o evento foi presenciado por diversas figuras ligadas ao Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Gabinete de Educação de Luanda, Administração Municipal e outras entidades, sendo que foi permitida uma visita guiada à instituição, com enfase para os diversos laboratórios.

error: Content is protected !!