Editorial: A Huíla não é para velhos

Se há uma província angolana onde ser velho é perigoso, certamente que a Huíla é a tal. não há semana sem notícia de assassinato por espancamento de algum idoso acusado de feiticismo.

A província enlouqueceu? Talvez não, talvez tenha apenas empobrecido, o que não é segredo algum. A segunda província angolana em termos de população está amostrar uma crise de valores atroz, causada sobretudo pela pobreza, pelo desespero.

É sinal de abandono, sinal de fracasso de uma busca de resposta pela população pouco instruída e sem saída. O estado tem de fazer alguma coisa, educando, instruindo, mas, sobretudo, melhorando as condições sociais e económicas das pessoas, não há outro caminho. estamos a assistir a um massacre dos velhos.

error: Content is protected !!