Especialistas da OMS decidem se o surto de Ébola no Congo é emergência internacional

Peritos da OMS disseram esta Quarta-feira que haviam reconvocado um painel de especialistas para considerar se o surto de Ébola na República Democrática do Congo constitui uma emergência de saúde pública de preocupação internacional

O painel, que já esteve reunido em Outubro de 2018, também fará recomendações actualizadas sobre como as autoridades de saúde devem gerir o surto, disse a OMS num comunicado divulgado na sua sede, em Genebra. Pelo menos 740 pessoas morreram entre os mais de 1.100 infectados desta epidemia, que começou em Agosto de 2018. Declarar o surto como uma “emergência de Saúde pública de interesse internacional”, ou PHEIC, aumentaria a resposta internacional com um alerta formal que alertaria os governos e ajudaria a mobilizar recursos e pesquisas.

A OMS disse que, embora o surto esteja contido nas províncias de Kivu do Norte e Ituri, os esforços para controlá-lo nessas áreas urbanas têm sido dificultados por problemas de segurança e acesso. Como resultado, a transmissão do Ébola aumentou em algumas áreas. “Embora o risco de disseminação no país e nos países vizinhos seja muito alto, o risco permanece baixo globalmente”, acrescenta a declaração da OMS. A reunião do painel de emergência será realizada na Sexta-feira 12 de Abril e a sua decisão será publicada no final do mesmo dia.