Julien Assange, fundador do Wikileaks, foi detido em Londres

O fundador do Wikileaks, Julien Assange, foi detido pela polícia londrina, após quase sete anos asilado na embaixada do Equador em Londres, informou a polícia. Já circulavam há vários meses rumores de que Assange estaria para abandonar aquelas instalações diplomáticas.

“Julian Assange, 47 [anos], foi hoje, quinta-feira, 11 de Abril, detido por agentes do Serviço da Polícia Metropolitana na embaixada do Equador, Hans Crescent, SW1, no cumprimento de um mandado emitido pelo tribunal dos magistrados de Westminster em 29 de junho de 2012, por não se ter apresentado em tribunal”, lê-se num comunicado emitido pela polícia britânica. Assange “foi levado sob custódia para um esquadra da polícia no centro de Londres, onde ficará até ser presente ao tribunal dos magistrados de Westminster, assim que possível”, continua a nota, acrescentando que a polícia tinha “o dever de executar o mandado” e foi “convidada pelo embaixador, na sequência do cancelamento do asilo pela parte do governo do Equador”.

De acordo com mensagens publicadas pelo Wikileaks no Twitter, “o embaixador equatoriano convidou a polícia britânica para o interior da embaixada” e Assange “foi imediatamente detido”. O Wikileaks diz que “o Equador terminou ilegalmente o asilo político de Assange violando a lei internacional”. Julien Assange encontrava-se desde agosto de 2012 no interior da embaixada do Equador em Londres, depois de aquele país sul-americano lhe ter concedido asilo político na sequência das acusações de que é alvo nos Estados Unidos devido à publicação de documentos diplomáticos norte-americanos .

error: Content is protected !!