Quatro malfeitores envolvidos em violação sexual contra menores

Trata-se de um grupo de malfeitores compostos por quatro elementos, sendo um cidadão de nacionalidade chinesa e três angolanos, com idades compreendidas entre 21 e 45 anos, que possuíam um estaleiro privado no distrito urbano do Rangel, Zona dos CTT, onde atraíam menores do sexo feminino com 14 ou 15 anos de idade

Os supostos violadores aliciavam as meninas com mil Kwanzas, obrigando- as a ter relação sexual com eles, segundo o Serviço de Investigação Criminal, que fez a apresentação dos envolvidos ontem, em Luanda, no âmbito do combate à criminalidade violenta. De acordo com o chefe do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Serviço de Investigação Criminal (SI C), Fernando Carvalho, um grupo de malfeitores compostos por quatro elementos, um cidadão de nacionalidade chinesa e três angolanos, esteve envolvido em crimes de Lenocínio (prática criminosa que consiste em explorar, estimular ou facilitar a prostituição) de menores.

Segundo Fernando Carvalho, do contacto com quatro menores envolvidas, foi possível apurar que para a prática sexual eram aliciadas com dinheiro. As menores, já notificadas, estão a ser submetidas a exames de genecologia e genéticos no Laboratório Central de Criminalista. “Das ocorrências que nos chegam é a primeira vez que recebemos uma denúncia de violação envolvendo um cidadão chinês”, salientou o chefe. Fernando Carvalho reiterou o apelo aos pais e encarregados de educação no sentido de permanecerem alertas aos amigos do alheio, “por estes se aproveitarem das nossas crianças para atraílas e violá-las sexualmente”.

Durante a operação, detiveram também um cidadão angolano de 43 anos de idade envolvido no crime de furto de artigos diversos, no passado dia 2 deste mês, por volta das 11 horas, no Condomínio Cuchi. Fernando Carvalho referenciou que dos ficheiros obtidos pelo SICLuanda, o referido cidadão é reincidente neste tipo de crime (roubo em residências em condomínios) e que já teve passagem pelo SI C nos anos 2009 e 2018. A sua forma de actuação passa por identificar-se como visitante no condomínio em que pretende realizar a acção e por inobservância das regras de segurança lhe é autorizada a entrada.

Desmantelamento de cinco grupos envolvidos em vandalismo

Da acção policial foi possível o desmantelamento de cinco grupos, dos quais Os de Luxo, Os TMC, Turma do Look, Os Chocolates- Bebé Love e os 78, com a detenção de um total de 19 elementos, com idades entre os 16 e 20 anos, envolvidos em crimes de vandalismo e furto com armas brancas (catanas, pedras, ripas, garrafas e facas de cozinha) na via pública, no distrito urbano do Rangel. Os mesmos juntavam-se em grupos para organização de festas, posteriormente, entravam em rixas com outros grupos, bem como subtraiam artigos diversos de cidadãos transeuntes.

85 Cidadãos suspeitos em diversos crimes

Trata-se de um grupo de malfeitores compostos
por quatro elementos, sendo um cidadão
de nacionalidade chinesa e três angolanos,
com idades compreendidas entre
21 e 45 anos, que possuíam um estaleiro
privado no distrito urbano do Rangel, Zona
dos CTT, onde atraíam menores do sexo
feminino com 14 ou 15 anos de idade Do combate a criminalidade violenta realizada durante o período de 28 de Março a 10 de Abril, várias acções operativas resultaram no esclarecimento de 63 crimes diversos e na detenção de 85 cidadãos suspeitos em diversos crimes.

Durante o período em referência foram ainda detidos dois cidadãos, com idades compreendidas entre os 17 e os 20 anos, envolvidos no crime de homicídio com arma branca (faca) ocorrido no passado dia 5 de Abril, no bairro Prenda. Tudo aconteceu quando os acusados tentavam perpetrar uma acção criminosa na via pública e pelo facto de a vítima ter resistido a essa acção foi surpreendida com vários golpes na região do pescoço, acabando por sucumbir no local. Também foi possível a detenção de nove cidadãos com idades compreendidas entre os 17 e os 47 anos de idade envolvidos em sete crimes de posse e tráfico de drogas (cocaína e cannabis), nos municípios do Kilamba Kiaxi e Luanda (distritos da Ingombota e Rangel, respectivamente), tendo sido encontradas em sua posse 14 gramas de cocaína e 28 quilogramas de cannabis (liamba).

Apreendidas 18 armas de fogo

Em posse dos malfeitores foram encontradas 18 armas de fogo, das quais 10 AKM, uma metralhadora mini Uzi, sete pistolas de diversas marcas, uma granada, um carregador e cinco munições. Também foram apreendidas quatro armas brancas e 10 viaturas de diversas marcas e modelos.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!