Falta de financiamento ‘encalha’ projectos de investigação cientifica

Deputados da 6ª Comissão da Assembleia Nacional constataram, ontem, as principais dificuldades que o Centro Nacional de Investigação Cientifica enfreta. Por isso, apelaram ao empresariado para maior aposta nos investigadores

O director do Centro Nacional Investigação Cientifica (CNIC), Adérito Paz da Cunha, fez saber, nesta Sexta-feira, 12, que a sua instituição possui vários projectos de natureza diversa, mas que carecem de financiamento. O responsável, que falava durante uma visita dos deputados da 6ª Comissão parlamentar da Assembleia Nacional, adiantou terem submetido ao Plano Nacional- de Investigação Ciência Tecnológica cinco projectos de investigação sobre desenvolvimento rural, designadamente de nutrição, cultivo de plantas inclusive de medicina natural. “Os projectos científicos existem, mas precisa-se de financiamento”, referiu o dirigente, para quem a instituição, para além deste aspecto, precisa de recursos humanos qualificados, uma vez que conta apenas com seis técnicos com formação superior, distribuídos pelas unidades de ciências da vida e dois para ciências sociais.

Em relação às infra-estruturas equipadas, com destaque para os laboratórios, Adérito Paz da Cunha classificou como sendo o maior ‘handicap’, para o desenvolvimento dos estudos científicos. Por seu turno, o presidente da 6ª Comissão parlamentar da Assembleia Nacional, Victor Kajibanga, reconheceu a importância que a investigação científica joga no plano de desenvolvimento sustentável do país. “ A investigação cientifica bem articulada é uma força produtiva que gera desenvolvimento e contribui na diversificação da economia”, disse o também académico, tendo apelado à classe empresarial no sentido de financiar os investigadores, com vista a garantir sustentabilidade aos projectos a serem implementados. A visita dos parlamentares ao CNIC visou constatar as principais dificuldades do centro, isto é, no quadro do programa de auscultação que têm vindo a desenvolver em várias instituições públicas. A 6ª Comissão parlamentar da Assembleia Nacional trata dos assuntos da Saúde, Educação, Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação.