Movimentos da oposição reúnem-se com militares pela primeira vez

Movimentos políticos pela saída de Omar al-Bashir encontraram-se pela primeira vez com militares desde que estes tomaram o poder. Organizações apelaram a uma transição civil

Os movimentos políticos por trás dos protestos que levaram à queda do presidente do Sudão Omar al-Bashir reuniramse Sábado com o Exército, pela primeira vez desde a saída do governante do poder.

O encontro aconteceu dias depois de os protestos terem posto fim aos 30 anos de governação de Bashir e, logo de seguida, à remoção do feigeneral Awad ibn Ouf do seu cargo como líder militar interino por também não ser aceite como líder legítimo.

O movimento político constituiu uma delegação de 10 elementos para apresentar o que disse serem “as exigências do povo” ao conselho militar, reiterando a sua rejeição do exercício do poder pelo exército.

O secretário-geral do Partido Baath Socialista Árabe no Sudão, Ali al-Sanhouri, disse, em conferência de imprensa, que está a ser feito um apelo à criação de vários órgãos de soberania civil que governem o país durante a transição.

Também este Sábado, o conselho militar de transição anunciou os 10 membros que o irão compor, incluindo o líder das Forças de Apoio Rápido, Mohamed Hamdan Daqlo, como vice- presidente.