Continuam os preparativos para as exéquias de Jonas Savimbi

Continuam os preparativos para as exéquias de Jonas Savimbi

Isaías Samakuva fez esta afirmação em conferência de imprensa, que serviu para dar a conhecer os pontos do encontro que manteve ontem com o Presidente da República, João Lourenço, na Cidade Alta. Assegurou estarem criadas as condições para receber centenas de cidadãos que pretendem deslocar-se ao Andulo para assistir ao enterro condigno do presidente fundador da UNITA, morto em combate a 22 de Fevereiro de 2002 pelas forças governamentais. Informou que até ao momento não existe uma data para a realização do funeral, adiantando haver também um consenso no seio da UNITA que o funeral se realize em época seca, ou seja, no cacimbo, para facilitar a circulação até ao local onde será sepultado Savimbi.

Disse que a demora da chegada dos exames deve-se à complexidade de um corpo já enterrado há mais de dez anos, contrariando a previsão dos especialistas que haviam avançado um prazo máximo de 90 dias, aquando do envio das amostras ao exterior do país. Encontro com o PR Samakuva disse que apresentou ao Presidente da República, João Lourenço, questões que têm a ver com as prementes necessidades das populações, tais como a fome, a pobreza e o desemprego.

Disse também ter abordado com o Chefe de Estado a violação sistemática dos direitos humanos nas províncias da Lunda Norte e da Lunda Sul, contra cidadãos indefesos. No encontro, foi também analisado o processo autárquico, cujo Pacote Legislativo para suportar as eleições autárquicas de 2020 já está na Assembleia Nacional.