NAVIC e TWg unem-se para operar voos directos entre Luanda e EUA

O Instituto Nacional da Aviação Civil (INAVIC) contratou a consultora Americana de aviação The Wicks group (TWg) para um avaliação de base e assistência ao seu sistema de supervisão de segurança operacional de maneira a habilitar a TAAg -SA - Angola Airlines a operar voos directos para os euA

Como parte de seu compromisso de garantir a segurança nas operações dos vôos da aviação civil angolana, o INAVIC anunciou ainda que a The Wicks Group vai assistir o Governo de Angola nos seus esforços para obter a classificação de segurança operacional de categoria 1 da FAA. O contrato assinado por Gaspar Santos, director geral do INAVIC, pela parte angolana e por Glenn Wicks, director administrativo da TWG, foi presenciado pelo ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D’Abreu, que falou da visão do Presidente João Lourenço de criar uma ligação aérea directa entre Angola e os EUA num curto prazo de tempo.

A Avaliação de Base da The Wicks Group consistirá na adequação da conformidade do INAVIC com os padrões internacionais de segurança da aviação estabelecidos pela Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO) e fornecerá ao instituto angolano um relatório dos resultados da avaliação e competentes recomendações. A TWG irá também realizar visitas às instalações da TAAG-SA, da SonAir e de outras transportadoras aéreas angolanas para avaliar a supervisão de segurança praticadas. O INAVIC vai ainda beneficiar de uma revisão técnica especializada sobre o licenciamento do pessoal, operações de aeronaves e práticas de supervisão da aeronavegabilidade. A TWG apresentará ao INAVIC um plano de trabalho para implementar com a sua assistência técnica e acções correctivas a resolução de quaisquer inconformidades identificadas.

Tais acções irão sustentar ainda mais os esforços do INAVIC para alcançar uma classificação de categoria 1 da FAA para Angola e os planos de vôos directos de Angola para os Estados Unidos. A The Wicks Group foi criada em dr 1999 e está sediada em Washington, DC, é uma empresa internacional de consultoria aeronáutica, com 100% de sucesso no fornecimento de assistência técnica da Categoria 1 da FAA para autoridades de aviação civil em todo o mundo, com 10 classificações de categoria 1 emitidas para clientes TWG até ao presente momento. Somente em 2018, o TWG ajudou os governos da Índia, do Azerbaijão e do Panamá a obter com sucesso as classificações da categoria 1 da FAA. O TWG é também um fornecedor de serviços técnicos de longa data do Governo de Cabo Verde, tendo ajudado a autoridade da aviação civil de Cabo Verde a garantir o estatuto de categoria 1 em 2003 e novamente em 2016. A TWG também assiste regularmente as transportadoras aéreas, como a TAAG-SA, em oficinas de reparação estrangeiras com a garantia da certificação da FAA para manter as aeronaves registradas nos EUA