Organizações juvenis partidárias discordam do 14 de Abril

As organizações juvenis dos partidos da oposição com assento no parlamento voltaram a discordar hoje, terça-feira, na província do Huambo, sobre o Dia Nacional da Juventude, assinalado anualmente a 14 de Abril.

Durante uma conferência e imprensa, os lideres da JURA (organização juvenil da UNITA), JFNLA (da FNLA) e JURS (do PRS) admitiram que a data actual não é consensual, por homenagear o patrono da JMPLA (organização juvenil do MPLA)
A secretária executiva da JURA, Crista Chimbioputo, afirmou que a insistência pelo 14 de Abril demonstra imposição e exclusão, violando, deste modo, o princípio constitucional da igualdade entre os angolanos.
“É por esta razão que continuaremos a contestar a data, através da realização de conferências de repúdio até que encontremos um dia do qual toda a juventude angolana se possa rever”, disse.
O secretário executivo da JURS, Silva Cassinda Joaquim, disse que a falta de consenso quanto à celebração da efeméride limita o espaço das organizações juvenis, partidárias e não só, reflectirem acerca do contexto social, político e económico desta franja da sociedade angolana.
Por sua vez, o secretário da JFNLA, José Sanji Ukuassapi, considerou o 14 de Abril como uma data cujo valor histórico não promove a unidade entre as organizações juvenis
Ao longo da conferência de imprensa, estes três lideres juvenis propuseram o 4 de Abril como Dia Nacional da Juventude, por ser a data da fundação Conselho Nacional da Juventude, enquanto plataforma congregadora dos jovens.

error: Content is protected !!