Editorial: O nosso monumento é nada

O mundo comemora amanhã o Dia dos Monumentos e Sítios, dois dias depois do incêndio na catedral Notre-Dame, em Paris, o edifício mais visitado da Europa, talvez até do mundo.

Paris tem outros vários monumentos, tal como toda a França, são células que fazem o tecido da sua história, da sua cultura, transmitindo permanentemente conhecimento da alma francesa. Outros países têm múltiplos monumentos e sítios e tratam deles de igual forma, valorizando-os social, cultural e economicamente.

Nós, em Angola, também temos monumentos e sítios, embora haja mais actividade na sua destruição que na sua conservação, mais agora ainda, quando tudo se resume oficialmente ao centro histórico de Mbanza Kongo. Não se ouve falar de mais nada, nada mais acontece.

error: Content is protected !!