Grupo armado ataca base aérea controlada por Haftar no Sul da Líbia

Nesta Quinta-feira (18), a organização Mundial da Saúde anunciou que ao menos 205 pessoas foram mortas e outras 913 foram feridas desde o início da ofensiva do exército Nacional Líbio (LNA) em Trípoli, região controlada pelo Governo do Acordo Nacional (GNA).

Um grupo armado atacou nesta Quinta-feira (16) uma das principais bases aéreas no Sul da Líbia sob o controlo do marechal Khalifa Haftar, segundo informa uma fonte à Reuters. O ataque foi seguido por confrontos na Base Tamanhint, próxima de Sabha, uma cidade estrategicamente importante no Sul da Líbia.

No momento, não há mais informações disponíveis. Anteriormente, o Conselho de Segurança da ONU instou todas as partes num documento provisório para “diminuir imediatamente a escalada da situação, através de um cessar-fogo vinculado às Nações Unidas para assegurar completo e alargado cessar das hostilidades na Líbia”.

Uma nova onda de confrontos na Líbia teve início no dia 4 de Abril, quando Haftar ordenou o avanço das tropas para a capital líbia, com o objectivo de libertar o país do que ele chamou de terroristas. Como resultado, o LNA obteve controlo sobre as cidades de Surman e Gharyan, localizadas próximo de Trípoli. Após a movimentação, o GNA anunciou uma contra-ofensiva no dia 7 de Abril, baptizada de “Vulcão de Raiva”, para confrontar o LNA.

error: Content is protected !!