Movimento Litteragris promove debate sobre ‘Crítica Literária’ no Bengo

O colóquio dirigido a professores, estudantes de Letras e áreas afins, é organizado pelo Círculo de Estudos Literários e Linguísticos Litteragris

O Departamento de Letras da Escola Superior Pedagógica do Bengo e o Círculo de Estudos Literários e Linguísticos Litteragris realizam, Sexta-feira, 3 de Maio, das 9 às 13 horas, nas instalações da Escola Superior Pedagógica do Bengo, um Colóquio de Crítica Literária, informou a organização.

A conferência com a duração de 4 horas, concentrar-se-á na abordagem de quatro temáticas: a primeira, “Territorializando a Crítica e o Crítico Literário”, terá a prelecção de Joaquim Martinho, Mestre em Ciências da Educação pela UNISAL – Paraguai e Docente de Introdução aos Estudos Literários e de Teoria da Literatura na Escola Superior Pedagógica do Bengo.

O segundo tema desenrolar-seá em torno da “Teoria da Literatura como Fundamento da Crítica Literária, por Hélder Simbad, Escritor, Crítico Literário e Professor de Literatura no ICRA. O terceiro, estará voltado para “Falsidades e Felicidades Literárias, por Yolanda Viamonte, Mestre em Estudos Portugueses e Docente na Escola Superior Pedagógica do Bengo.

Já o quarto e último tema deste colóquio circunscrever-se-á ao tema “A Conjugação entre Realidade e Ficção, por Agostinho Gonçalves, Escritor e Membro do Círculo de Estudos Literários e Linguísticos Litteragris. As inscrições, que se prolongarão até ao 25 de Abril, estão abertas desde Segunda-feira, 15, na Associação dos Estudantes da Escola Superior Pedagógica do Bengo e serão adicionadas uma taxa de 500 Kwanzas.
Litteragris O Movimento Litteragris é uma
Movimento Litteragris promove debate sobre ‘Crítica

Literária’ no Bengo

O colóquio dirigido a professores, estudantes de Letras e áreas afins, é organizado pelo Círculo de Estudos Literários e Linguísticos Litteragris agremiação artístico-literária com pendor de academia, fundada a 17 de Outubro de 2015 no salão nobre da União dos Escritores Angolanos.

Essa organização artístico-literária juvenil nas ceu nasce da necessidade de se ampliar os espaços de transmissão de conhecimentos literários, que até então era apenas tarefa da Faculdade de Letras, ISCED e da União dos Escritores Angolanos, através do seu programa esporádico, “Makas à Quarta-Feira”.

Por força disso, tem as suas maiores actividade nas aulas de Filosofia e Arte, Introdução aos Estudos Literários, Língua Portuguesa, Literatura Angolana e Análise Literária, realizadas aos Domingos das 14 às 17 horas 30 minutos, na Escola 5004,localizada na Vila de Viana, em Luanda. Litteragris é a fusão de dois termos latinos: Litter (letras) e Agris (campo).

É o primeiro Movimento Juvenil de Angola a definir uma poética comum, consubstanciada na fusão de escolas literárias angolanas com o surrealismo, concretizado através de uma linguagem algo simbólica, procurando assim, pintar uma proposta estética diferente no quadro da literatura angolana.

error: Content is protected !!