Macon abre rota Luanda- Kinshasa a partir do próximo mês

depois de Luanda- Windhoek, a companhia angolana de transporte rodoviário Macon inicia formalmente, no próximo mês de Maio, do ano em curso, a sua segunda rota internacional Luanda- Kinshasa (via Luvo), Kinshasa- Matadi e Kinshasa- Yema, na fronteira com a província de Cabinda, garantiu o presidente do conselho de administração da empresa, Luís José Máquina

Segundo o responsável que falava à imprensa no final da assinatura do protocolo de cooperação entre a Macon e a Universidade Privada de Angola (UPRA), além desta rota internacional, a empresa perspectiva próximas rotas nos mercados da Zâmbia, Botswana e África do Sul. Referiu que, actualmente, a empresa possui uma frota de 684 autocarros e camiões que operam nas 18 províncias do país e na República da Namíbia onde está presente desde o ano passado, sendo a primeira rota internacional da empresa.

Na Namíbia a Macon opera as linhas Windhoek Oshikango e Windhoek-Katima Mulilo (fronteira com a República da Zâmbia). Referiu que, actualmente, a empresa encontra-se estruturada por vários sectores, nomeadamente operações e comercial com um número de 1700 trabalhadores, na área de manutenção com 400 trabalhadores e ainda na área administrativa e de finanças com 570 perfazendo um total de 2.910 empregos directos e 650 indirectos.

Recentemente, a empresa adquiriu 52 meios vindo da China que custaram aos cofres da empresa USD 6,5 milhões para melhorar os serviços prestados, bem como a substituição de alguns veículos em estado avançado de degradação. A empresa foi fundada a 25 de Maio de 2001 e transporta diariamente perto de 7 mil passageiros nas rotas inter-provinciais.

error: Content is protected !!