MPLA quer candidatos idóneos para autarquias em 2020

Os futuros candidatos do MPLA às eleições autárquicas no país, previstas para 2020, devem ser figuras idóneas e sem indícios criminais disse ontem Sábado, em Ndalatando, a segunda secretária do provincial do MPLA do Cuanza Norte, Maria Jerónimo.

A responsável fez esse pronunciamento quando discursava num comício, que marcou a abertura do processo de assembleias de balanço e renovação de mandatos do MPLA, no município do Cazengo, tendo aconselhado os possíveis candidatos a autarcas a serem cidadãos exemplares na sociedade e com elevado sentido ético e moral.

Segundo Maria Jerónimo, o MPLA vai apresentar candidatos autarcas com reconhecido prestígio, leais, honestos, trabalhadores, comprometidos com a pátria e com uma ficha de serviço reconhecida no seio do partido.

Lembrou que o combate à corrupção, bajulação, impunidades, peculato e nepotismo, constituem
os grandes desafios do MPLA, programa que deve merecer o apoio de todos os militantes do partido, para o sucesso deste plano.

Por sua vez, o secretário interino do MPLA no município de Cazengo, Osvaldo Caculo, referiu que o processo de balanço e renovação de mandatos na circunscrição, a decorrer de 1 de Maio a 31 de Junho, deste ano, vai solidificar, fortificar e potenciar as estruturas de base dos comités de acção e dos órgãos intermédios desta organização política.

Esse processo, realçou, vai contribuir também para efectivação da democracia interna do partido. O MPLA no município de Cazengo conta com 40 mil 189 militantes, distribuídos por 218 comités de acção do partido.

leave a reply