FAJ culpa Minjud pelo ‘fracasso’

FAJ culpa Minjud pelo ‘fracasso’

O vice-presidente da Federação Angolana de Judo (FAJ), Paulo Jorge, culpou ontem o Ministério da Juventude e Desportos (Minjud) pelo fracasso da Selecção Nacional da modalidade, em ambos os sexos, no Campeonato Africano que teve como palco Cape Town, na África do Sul.

O responsável revelou a OPAÍS que o seu elenco tinha grandes esperanças na prova africana, mas houve falta de apoio do Ministério. A pretensão viu-se esfumada porque dois dos cinco atletas que seguiram viagem para África do Sul não competiram por falta de pagamento de quotas, algo que o Minjud se comprometera a custear.

Paulo Jorge disse que o seu elenco teve muitas difi culdades para transportar os atletas para o palco da competição, porque se viram obrigados a disponibilizar valores monetários por conta própria. “Tínhamos muitas esperanças. Pensávamos que o Estado poderia ajudar-nos. Infelizmente isso não passou de intenção.

Mas pessoas individuais da federação tiveram essa boa fé e custearam a participação de alguns atletas na prova”, disse. Em Cape Town, Angola terminou a sua participação arrebatando uma medalha de bronze, por intermédio da atleta Diassonama Neide (-57 kg).