Japão concede assistência de 560 milhões kwanzas a angola

Angola e o Japão rubricaram esta Sexta-feira, em luanda, um acordo de Concessão de assistência não reembolsável para a implementação do Programa de desenvolvimento económico e Social no país no domínio da Saúde, avaliado em duzentos milhões de ienes japoneses (um iene equivale a 2,8 kwanzas)

Rubricaram os referidos instrumentos jurídicos o ministro das Relações Exteriores de Angola e o dos Negócios Estrangeiros do Japão, nomeadamente Manuel Augusto e Taro Kono. A Concessão e os seus juros acumulados serão utilizados adequadamente pelo beneficiário e exclusivamente para a compra de bens e serviços necessários para a implementação do referido programa.

O chefe da diplomacia nipónica reconheceu, na ocasião, os avanços da cooperação bilateral e o desenvolvimento de um quadro legal a fim de promover, cada vez mais, os investimentos de empresas japonesas em Angola. Aferiu que os dois países deverão desenvolver ainda mais as suas relações, “no âmbito das reformas internas em curso e Angola e numa diplomacia positiva sob a liderança do Presidente João Lourenço”. Por outro lado, o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, ressaltou o aprofundamento das relações entre Angola e o Japão, assentes numa parceria estratégica e de desenvolvimento recíproco. O chefe da diplomacia japonesa, que se encontra em visita de trabalho a Angola no quadro do reforço das relações bilaterais, foi já recebido pelo Presidente da República, João Lourenço.

As relações políticas e diplomáticas entre Angola e o Japão foram estabelecidas em Setembro de 1976. As trocas de visitas de alto nível entre os dois países tiveram início no final dos anos de 1980. Em Angola, o Japão tem desenvolvido vários projectos em áreas como a desminagem, infra-estruturas, energia, agricultura, educação e saúde. No âmbito das trocas comerciais, Angola importa do Japão mercadorias como viaturas automóveis, bem como aço, ferro e equipamentos. Por seu lado, o Japão importa de Angola maioritariamente crude e outras matérias-primas.

error: Content is protected !!