Hostilidades entre Gaza e Israel aumentam com ataques aéreos

Militantes de Gaza dispararam dezenas de foguetes em Israel neste Sábado e um ataque aéreo israelita matou um palestino armado conforme as hostilidades aumentavam na fronteira pelo segundo dia seguido

A escalada começou na Sexta-feira, quando dois soldados israelitas ficaram feridos por disparos de armas a partir de Gaza perto da fronteira. O ataque aéreo israelita, em retaliação, matou dois militantes do grupo islâmico Hamas, que governa Gaza.

Outros dois palestinianos em protesto perto da fronteira também foram mortos pelas forças israelitas. Neste Sábado, Israel atingiu Gaza com ataques aéreos e tanques depois que militantes palestinianos lançaram mais de 90 foguetes contra cidades e vilas israelitas. O Exército israelita afirmou ter visado lançadores de foguetes e postos do Hamas.

O confronto, que levou o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu a convocar o seu conselho de segurança, ocorre dias antes de os muçulmanos começarem o mês sagrado do Ramadão e os israelitas celebrarem o Dia da Independência.

Israel e o Hamas conseguiram evitar uma guerra total nos últimos cinco anos. Mediadores egípcios, com o crédito de terem intermediado um cessar-fogo após um ataque com foguetes do Hamas ao norte de Tel Aviv, em Março, têm trabalhado para evitar qualquer nova escalada das hostilidades.

Um pequeno grupo armado pró-Hamas em Gaza, Os Protectores de Al-Aqsa, disse que um dos seus homens foi morto num ataque aéreo neste Sábado. O Ministério da Saúde de Gaza disse que quatro palestinianos ficaram feridos e o Ministério da Educação palestiniano afirmou que estava a evacuar escolas em áreas sob bombardeio israelita.

leave a reply