Revisão dos Estatutos entre as prioridades do 7º Secretário-Geral eleito da União dos Escritores Angolanos

O novo “inquilino” da casa das letras, para o exercício 2019-2022, David Capelenguela foi eleito ontem, com 48 votos pela Lista B, contra 46 da Lista A, liderada pelo escritor Cristóvão Neto

O novo Secretário-Geral eleito da União dos Escritores Angolanos, David Capelenguela, à margem da cerimónia que o elegeu, destacou ser imperioso a revisão dos Estatutos da UEA, pelo facto de existirem aspectos que presentemente devam ser melhorados, a medida em que a realidade e contextos actuais serem totalmente diferentes.

Por outro lado, uma vez em que muitos membros já não se revêem no actual Estatuto, faz todo o sentido a convocação de uma Assembleia-Geral extraordinária, com vista a buscar-se um diálogo comum entre todos os confrades que constituem a União dos Escritores, pois depois de apresentados os resultados, deixa de haver separação de listas, mas sim uma única associação de todos e para todos.

David Capelenguela disse também que agora o desafio é materializar as promessas feitas durante o período eleitoral, plasmado no seu manifesto, como o caso de dar uma maior importância ao escritor tal como deve merecer.

Ainda assim está aberto a dialogar com os membros que estiveram a frente da lista opositora, pelo que considera que o programa apresentado congrega uma serie de ideias que devam ser aproveitadas.

“Sempre manifestei que tão logo terminassem as eleições deixava de haver uma Lista A e uma Lista B. Existe apenas, a UEA. Quem não ganha, não ganha tudo, e de igual modo, quem perde não perde tudo. Por isso, estou aberto a sentar e a dialogar com os confrades pelo facto de terem também apresentado um programa benéfico para toda a associação”, manifestou o concorrente eleito.

Acções

Sob o lema “Unidos somos capazes”, a Lista B entre outros assuntos elegeu dar uma maior valorização dos precursores da literatura angolana, fundadores da União dos Escritores Angolanos, consagrados e demais membros;

Promoção de oportunidades aos novos escritores para revelaremos seus talentos, num ambiente favorável à publicação e divulgação das suas obras, em livro e/ou na revista “Lavra e Oficina”, a ser relançada;

Promoção da inserção da literatura angolana nos currículos escolares, circulação e distribuição de obras literárias a nível nacional, promoção da política do livro e da leitura, no sistema literário angolano e africano, na sua ampla dimensão: oral, escrita em línguas nacionais, em português e em língua estrangeira.

Relatório da Eleição

Do pleito participaram 94 membros eleitores, sendo 56 presenciais e 38 por procuração. Um voto por procuração não foi contado pelo facto de o mandante ter passado a procuração para dois representantes, sendo que o primeiro já havia exercido o direito de voto, pelo que não foi aceite que o segundo também o fizesse, embora se mantivesse o voto para em caso de empate, a Comissão decidisse sobre o que devia fazer. Tendo a lista vencedora mais do que um voto de vantagem, o voto não contado em nada influenciou o resultado final.

Secretários cessantes

Antecederam David Capelenguela nas funções de Secretário-Geral, desde a sua constituição a 10 de Dezembro de 1975, os escritores Luandino Vieira, António Cardoso, João Melo, António Gonçalves, Adriano Botelho
de Vasconcelos e Carmo Neto, este último em três mandatos consecutivos. O poeta Agostinho Neto, primeiro Presidente de Angola, foi o Primeiro Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

O novo Secretário-Geral David Capelenguela nasceu na província da Huíla em 1969. Vinculado ao jornalismo desde 1990, no Namibe, colaborou no Jornal de Angola e Agência Angola Press, tendo notabilizado-se no jornalismo radiofónico nas emissoras provinciais do Namibe, Huíla, Cunene e Lunda-Sul.

É mestre em Ciências Jurídico-Económica e Desenvolvimento, e licenciado em Direito pela Faculdade com mesmo nome, da Universidade Agostinho Neto. Entre algumas obras de sua autoria constam “Planta da Sede”, “O Enigma da Welwitschia”, “Rugir ao Crivo”, “Vozes Ambíguas”, “Acordanua”, “Tipo-Grafia Lavrada”, “Gravuras Doutro Sentido” e outras mais incluindo diversas participações em Antologias.

leave a reply