Banco Mundial disponibiliza mil milhões de USD

A directora do Banco Mundial para Angola, Elisabeth Hyybens, declarou em Luanda, que a instituição que representa tem disponíveis cerca de mil milhão de dólares para projectos que incluem o desenvolvimento comunitário.

A responsável bancária, que falava durante um encontro com docentes e discentes da Faculdade de Economia da Universidade Agostinho Neto, revelou que entre os vários projectos em carteira, a prioridade recai ao sistema de estatística, estando em curso um inquérito das famílias, pois só assim se poderá diminuir a pobreza.

Com base numa pesquisa de diagnóstico, bem como análise da situação, vão indicar os caminhos a seguir tendo em conta experiências de outros países. O fomento do sector privado para criar emprego e melhorar a situação do capital humano (representa 36 porcento), a revisão do sistema público, assistência técnica no sector financeiro e de negócios, fazem igualmente parte da carteira de projectos a serem financiados.

A criação de companhias de água, incentivos para a saúde pública, educação de base, bem como para a agricultura, fazem parte da agenda do Banco Mundial para Angola. “Pretendemos apoiar o Governo para criar uma economia inclusiva e bem governada e um capital humano reforçado”, frisou. Por sua vez, o decano da Faculdade de Economia, Redento Maia, considerou o apoio do Banco Mundial confortável e que dá aos angolanos a certeza de que os problemas económicos podem ser resolvidos em pouco tempo, com melhores soluções, mais completas e mais rápidas.

O Banco Mundial tem como um dos objectivos dar conselhos aos países para um melhor desenvolvimento. Elisabeth Hyybens encontra-se em Angola desde o passado dia 1 de Maio, onde efectua uma visita de trabalho de cinco dias com mais nove directores executivos.

 

 

leave a reply