João Lourenço entre os 100 mais de África

O Presidente da República, João Lourenço, está entre as 100 personalidades africanas mais influentes deste ano, segundo a Africa Report, do grupo de comunicação Jeune Afrique, refere o Jornal de Angola, na sua edição desta terça-feira. Foto oficial do Presidente da República João Lourenço Na lista, o chefe de Estado angolano ocupa a 82ª posição.

A lista é encabeçada pelo nigeriano Aliko Dangote, o africano mais rico do mundo, e inclui o sul-africano da Tesla, Elon Musk (2º), o co-laureado com o Nobel da Paz em 2018 e cirurgião congolês, Denis Mukwege (19º), o britânico de origem sudanesa, Mo Ibrahim (21º), e o actor britânico de origem ghanesa, Idris Elba. A mesma foi publicada na edição de Abril-Maio-Junho da revista e inclui Carlos Saturnino, presidente da companhia de petróleos Sonangol, que ocupa o 99º lugar, o economista guineense Carlos Lopes e a gestora sul-africana Maria Ramos.

Na 85ª está o economista guineense Carlos Lopes, ex-presidente da Comissão Económica das Nações Unidas para África e actualmente professor na Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, onde ensina governação. Segundo a revista, João Lourenço ainda tem “muito trabalho a fazer” para fortalecer uma economia dependente das receitas do petróleo, considerando que haverá muitos mais desafios que provarão se o Presidente angolano está à altura da tarefa.

A revista destaca o seu trabalho na promoção da Zona Livre de Comércio em África, apontando que actualmente se dedica à análise de como o “Green New Deal” pode ser aplicado em África. A África Report considera que a liderança de Carlos Saturnino na empresa de petróleos angolana, que teve lucros de 17.7 mil milhões de dólares no ano passado, dá uma “enorme influência” na trajectória de crescimento do país.

error: Content is protected !!