Angola prepara-se para acolher Ciclo dos Exércitos das Forças Armadas da CPLP

A República de Angola prepara-se para acolher, pela segunda vez, o Ciclo 2018/2019 dos Exércitos da Série Felino das Forças Armadas da CPLP, a ter lugar na Catumbela e Lobito, província de Benguela, sob o lema “Operações de Apoio à paz e de Ajuda Humanitária”

O evento, segundo o chefe do Estado- Maior General das Forças Armadas Angolanas, António Egídio de Sousa Santos vai decorrer dentro de dois meses na cidade do Lobito, onde, recentemente, ocorreram inundações decorrentes das alterações climáticas que provocaram enormes prejuízos materiais e humanos, colocando muitas famílias a mercê da ajuda humanitária.

O chefe do Estado-Maior, que falava ontem, em Luanda, na abertura da conferência inicial de planeamento dos Exércitos da Série Felino, avançou que o exercício tem como objectivo, a preparação de um Estado-Maior, de uma Força-tarefa conjunta e combinada, no âmbito da CPLP, para atingir, manter e optimizar a capacidade de participar em missões de apoio à paz e de ajuda humanitária aos níveis operacional e táctico.

O tema dos exercícios Felino, do Ciclo 2018/2019, será desenvolvido por uma força no terreno de escalão brigada menos, constituída por sub-unidades representativas e conjuntas das Forças Armadas Angolanas, sob direcção de um Comando e Estado-Maior de uma Força-tarefa conjunta da CPLP, representado por oficiais das Forças Armadas dos nove países que constituem a comunidade.

O general-de-Exército salientou que a realização deste evento em território nacional representa um ganho que poderá contribuir no cumprimento de missões futuras de carácter humanitário, ajuda e salvamento. Destacou, por outro lado, a relevância da preparação contínua das Forças Armadas em operações de apoio à paz e de ajuda humanitária, para dar resposta a situações de crise, catástrofes e de calamidades naturais que possam surgir no futuro.

error: Content is protected !!