Atlântico cresce 30% na captação de depósitos em 2018

O Banco Atlântico consolida a liderança entre os parceiros privados, em termos de crédito à economia, o seu resultado líquido do exercício económico foi de 27 milhões de Kwanzas, e o rácio de solvabilidade sobe para 15,9%

Os accionistas do Banco Millennium Atlântico (ATLANTICO) aprovaram o Relatório e Contas relativo ao exercício de 2018 em Assembleia Geral realizada no dia 29 de Abril. A administração do Banco refere que, apesar do contexto macro- económico adverso, destaca-se o forte crescimento do volume de negócios em resultado do incremento da base de clientes e das propostas de valor ATLANTICO.

Em 2018, por exemplo, a captação de depósitos cresceu 30%, situando- se nos 1.043 mil milhões de Kwanzas e o crédito a clientes cresceu 14%, totalizando 499 mil milhões de Kwanzas, confirmando o ATLANTICO como o maior banco privado no apoio às empresas e às famílias. Por seu turno, a sua base de clientes ultrapassou a barreira dos 1,3 milhões, representando um crescimento de 20%, face ao período homólogo.

O crescimento do volume de negócios e da base de clientes, aliada a uma gestão mais eficiente dos recursos disponíveis, permitiu a melhoria sustentada dos resultados recorrentes do exercício, que atingiram os 27 mil milhões de Kwanzas, o que representa um crescimento de 14 %. O bom desempenho registado pelo ATLANTICO é traduzido, de igual modo, pelo reforço da solidez e robustez do seu balanço, através do reforço significativo das imparidades de crédito, que permitiram o aumento do rácio de cobertura do crédito vencido para 164%, e da evolução positiva do rácio de solvabilidade, que se fixou nos 15,9%, acima das exigências regulamentares de 10% definidas pelo Banco Nacional de Angola.

Plano estratégico

A performance do ATLANTICO nos últimos anos tem sido norteada pela implementação do seu Plano Estratégico “ATLANTICO 2.1”, sendo de destacar, no ano de 2018, os impactos no Ecossistema ATLANTICO, resultantes da aposta em três pilares: Inovação digital, O ATLANTICO ambiciona ser o melhor banco na experiência do cliente, proporcionando aos mesmos uma experiência simples, ágil e digital.

Para o efeito, o Banco tem reforçado o seu investimento no desenvolvimento de soluções inovadoras e na digitalização de processos, transformando a experiência dos seus clientes, tanto nas interacções realizadas nos seus pontos de atendimento físicos, como remotamente. “Na experiência dos pontos de atendimento físicos, destacam-se o processo de abertura de conta, atribuição de multicaixa e do acesso ao internet banking, que hoje em dia se processa em apenas quatro passos, com uma duração de 15 minutos e sem a utilização de papel, e a instalação de máquinas de depósitos automáticas com funcionamento 24/7”, destaca a administração. No que respeita à experiência remota, actualmente o ATLANTICO disponibiliza o serviço ABC Digital, que permite a abertura de conta através do telemóvel ou tablet, em apenas quatro passos e sem a necessidade de deslocação ao ponto de atendimento, e o Prestige Digital, um serviço de gestão personalizada não-presencial.

Ainda neste domínio, e com o objectivo de promover a bancarização e inclusão financeira das populações de baixa renda, o ATLANTICO está a lançar um serviço de mobile banking para telefones móveis tradicionais. Parceiro de investimento em linha com o seu claro posicionamento enquanto parceiro de investimento na economia angolana, o ano de 2018 ficou ainda marcado pelo acordo para gestão das linhas de crédito do IFC, instituição do Banco Mundial, nomeadamente uma linha de USD 50 milhões para financiamento à PME e outra linha de USD 50 milhões para trade finance, bem como o acordo com o COMMERZBANK, um banco de primeira linha alemão, para gestão de uma linha de EUR 30 Milhões para financiar projectos de investimento.