Petro sai do Victorino Cunha com o dois zero

Os tricolores venceram ontem o 1º de Agosto pela segunda vez nos play-off do Unitel Basket, a melhor de sete partidas por 77-65. No primeiro encontro, o cinco militar perdeu por 89-84. As duas equipas reencontram-se amanhã, na Cidadela Desportiva, às 18:00

O Petro de Luanda saiu ontem do Pavilhão Victorino Cunha com o dois zero na bagagem, ao vencer o 1º de Agosto por 77-65 , no segundo embate dos play-off do Unitel basket. Os tricolores foram melhores no jogo colectivo, por isso conseguiram anular as jogadas ofensivas dos militares. Por esta razão, o extremo base do cinco do eixo viário, Carlos Morais, foi o melhor marcador da partida fora de casa.

O internacional angolano marcou 20 pontos, sendo que contou com o apoio dos seus colegas ao longo da partida. A indisciplina táctica dos atletas do 1º de Agosto permitiu o Petro organizar melhor o seu jogo defensivo e ofensivo. O base da equipa do rio seco, Emmanuel Quezada, esteve muito aquém do que se esperava, depois do jogo prometeu melhorar no terceiro jogo, na Cidadela Desportiva, nesta Sexta-feira. “Vamos para a Cidadela com o objectivo de melhorar e conseguir uma victória”, disse o base da equipa militar.

A voz dos técnicos O treinador do Petro de Luanda, Lazare Adingono, admitiu que foi um jogo muito difícil, porque o adversário é forte. “Vamos pensar no próximo jogo, porque o que se fez aqui no Victorino Cunha deve ser repensado”, adiantou o treinador. Para Paulo Macedo, o 1º de Agosto cometeu muitas falhas, porém vai continuar a trabalhar para aparecer melhor na Cidadela Desportiva no terceiro jogo. “O basquetebol é um jogo colectivo, logo não se deve ingonar este princípio, sobretudo, quando se joga com uma equipa forte”, assegurou o treinador do cinco militar. Amanhã, as duas equipas voltam a bater-se no Pavilhão da Cidadela Desportiva, às 18:00, para o terceiro jogo.

error: Content is protected !!