Jovem mata a mulher e suicida-se

Jovem mata a mulher e suicida-se

Neusa Andrade, de 42 anos, foi assinada com um tiro no peito pelo homem que dizia amá-la, por volta das 18horas de Quarta-feira, em Luanda Ao ver a sua companheira caída no chão, já sem vida, o marido, com quem tem um filho menor de idade, decidiu pôr fim à própria vida. Apontou a pistola do tipo Makarov para baixo do queixo e primou o gatilho, de acordo com dados preliminares avançados à imprensa pelo Serviço de Investigação Criminal de Luanda. No entanto, o seu intento não foi concretizado.

O homem, de nacionalidade angolana, cujo nome não foi revelado pelas autoridades policiais, de 42 anos, não morreu na hora, tendo sido encaminhado para o hospital Américo Boavida, onde acabou por sucumbir na tarde de ontem.

A Polícia foi chamada de imediato ao local pelos vizinhos do casal, que residia num dos apartamentos da centralidade Vila Pacífica, no distrito do Zango. Por ter sido considerado o principal suspeito de um crime de homicídio, ele foi algemado mesmo estando ferido e permaneceu sob vigilância da Polícia enquanto estava a ser assistido na referida unidade sanitária.

A malograda, de nacionalidade cabo-verdiana, trabalhava na sede do Banco BIC. O seu corpo foi transportado para uma das morgues de Luanda. O porta-voz do SIC de Luanda, Fernando de Carvalho, disse que, para além do tiro no pescoço, o homem foi encontrado com sinais de um tiro numa das orelhas e a pistola ao lado.

A equipa do SIC que se deslocou ao local pôde apurar dos vizinhos e da empregada doméstica do casal que antes dos disparos ambos discutiram, por cerca de uma hora.

Fernando de Carvalho esclareceu que, para a criança não presenciar a “barbárie”, o seu progenitor ordenou à empregada que descesse com ele. Todos eles confirmaram ao SIC que ouviram três tiros e correram ao local, na esperança de encontrarem alguém ainda com vida.