Parlamentos da CPLP falam sobre informática em Luanda

Parlamentos da CPLP falam sobre informática em Luanda

O encontro, que visa reforçar a cooperação interparlamentar e a troca de experiências para a promoção da evolução das TIC, vai ainda analisar o processo de digitalização dos parlamentos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa(CPLP), bem como definir novos rumos de aproximação dos parlamentos da lusofonia por via das tecnologias de informação e comunicação.

Os participantes, que chegaram ontem a Luanda, vão manter, antes, um encontro de cortesia com o secretário-geral da Assembleia Nacional e presidente da Associação dos Secretários-Gerais dos Parlamentos de Língua Portuguesa, Pedro Agostinho de Néri, seguindo-se a sessão de abertura. No primeiro dia, estarão em cima da mesa temas como a desmaterialização de processos, desburocratização, transparência e eficácia.

As novas tecnologias e a desmaterialização de processos na banca corporativa, a desmaterialização no Senado Federal e na Câmara de deputados do Brasil, a desmaterialização na Assembleia da República Portuguesa, estarão também em discussão. Para os dias 14 e 15 estarão em análise o ponto de situação das tecnologias de informação e comunicação nos Parlamentos de Língua Portuguesa, a Câmara dos deputados da Guiné-Equatorial, a Assembleia da República de Moçambique, a apresentação de ferramentas de colaboração entre os parlamentos, entre outros.

A última reunião de parlamentares da CPLP decorreu em Fevereiro de 2018, em São Tomé e Príncipe e, no fim, os participantes recomendaram o reforço de recursos humanos especializados às áreas das TIC, e que o orçamento do parlamento fixasse verbas que permitissem implementar as actividades planeadas.

Foi também recomendado um maior envolvimento da administração na implementação dos projectos previstos nos planos estratégicos e avaliações periódicas, para o seu acompanhamento, e a centralização da gestão e operação de sistemas de informação nos serviços de informática.