Professor apanha 12 anos por violação sexual

O professor Manuel Ngonga foi condenado pelo Tribunal Provincial do Zaire a 12 anos de prisão maior, pelo crime de abuso sexual a uma aluna de 14 anos de idade.

De 33 anos de idade, Manuel Ngonga leccionava a disciplina de Matemática no colégio 11 Novembro (escola do I ciclo do ensino secundário), localizado no bairro com o mesmo nome. De acordo a sentença lida pelo juiz da causa, Arão Madureira, ficou provado, em julgamento, que o réu manteve a primeira relação sexual com a menor em Março de 2018, das tantas vezes que efectivou a cópula com a vítima, sob ameaça de reprovação caso recusasse.

Da relação, segundo ainda o acórdão, surgiu uma gravidez, interrompida, por obrigação do acusado, com um aborto. A hemorragia provocada pela interrupção da gravidez, que durou dois dias, despertou a atenção dos pais da criança, segundo ainda a sentença, que exigiram uma explicação, tendo a vítima confessado o sucedido. Revoltados com a situação, os pais da menina denunciaram o caso às autoridades competentes que accionaram logo os mecanismos para a detenção do acusado.

O réu vai pagar também uma taxa de justiça de 80 mil Kwanzas e 500 mil Kwanzas de indemnização à família da adolescente. Inconformado com a pena, o advogado de defesa do réu, António Lusevikwenu Luvambu, disse que irá interpor recurso de apelação ao Tribunal Supremo. Considera não haver provas das acusações que foram alegadas, frisando que a sentença esteve longe de corresponder com as matérias do crime produzidas durante as duas audiências do julgamento.

error: Content is protected !!